Clube de leitura
Porque ler é um prazer que deve ser partilhado
30 de Janeiro de 2011

 

Se alguma dúvida tivesse sobre a genialidade da escrita do prémio Nobel da literatura 2010, com a leitura deste segundo livro dele Travessuras de Menina Má, ela desfazer-se-ia de imediato.

É um livro que nos prende do princípio ao fim.

As personagens são caracterizadas de uma forma tão perfeita, que quase lhes imaginamos as feições.

Os lugares onde se passa toda esta saga de um amor turbulento (Peru, Madrid, Paris, Tóquio, Londres), levam-nos a viajar e a visulizar cada rua, cada café, cada local visitado, com um realismo e fidelidade fantásticas.

Na minha opinião este é um dos livros que daria um óptimo filme.

 

Sinopse

 

É a história de uma jovem peruana e suas peripécias, narrada por um jovem chamado Ricardo Somocurcio. Os dois se conheceram adolescentes, no bairro Miraflorino, de Lima, e ela desperta nele uma paixão avassaladora que apenas diminui com a morte dela. Ao longo da história a protagonista se descobre como um ser de baixas paixões primando pela ambição. Ainda assim, ela era a razão de viver de Ricardo, e sempre que ela voltava pra ele, era perdoada por tudo. A menina má, que na verdade se chamava Odília, era filha de uma cozinheira e de um homem chamado Arquimedes, cujo principal trabalho era marcar por instinto o lugar exato onde deveriam ser construídos esporões junto ao mar . Eles eram imigrantes e muito pobres. A vida de aventuras de Odília começa cedo, quando ela descobre que o que mais lhe interessava na vida era viver comodamente e usar seu corpo para conseguir isto. Ricardo reconstrói a vida da moça passo a passo, investigando suas diversas aventuras. A sua vida aventureira se inicia com Odília disfarçada de chilena, foi assim que ele a conheceu e se apaixonou. De outra vez em que ele a viu, estavam em Paris, e ela era a camarada Arlette. Os dois viveram um idílio até que ela segue para Cuba, seguindo um guerrilheiro. Depois ele fica sabendo que ela tornou-se amante de um Comandante da Guerrilha. O encontro seguinte é no escritório da Unesco, onde ele trabalha. Desta vez ela aparece elegantíssima e irreconhecível como Madame Robert Amoux, esposa de um diplomata francês que muito sofreu para tirá-la de La Habana. Logo depois se soube que ela havia fugido levando todos os bens do pobre francês. Mais tarde, num encontro com um amigo na Inglaterra, Ricardo tem nova pista de Odília, ao reconhecer ela numa foto. Desta vez, ela apresentava-se como Mrs. Richarson e encontraram-se por acaso numa recepção, e reataram o romance por quatro anos. Odília pede o divórcio pois dizia-se infeliz. Aí descobre-se que ela é bígama e, por isso, não teria direito a nada. Ela volta a desaparecer. Um amigo de Ricardo viaja a trabalho para Tóquio. Lá encontra Odília e avisa Ricardo. Ele viaja e a encontra, desta vez, como Kurika, amante de um poderoso senhor japonês, Fukuda, um homem que muito a humilhou, lhe transmitiu várias doenças sexuais e, por fim, a abandonou. Ricardo consegue curá-la das doenças físicas, mas sua mente continuava enferma. Após ele tentar suicidar-se, ela aceita se casar com ele. Porém, ela o abandona novamente e ele conhece Marcella, uma italiana, e vive com ela algum tempo na Espanha. Depois de um tempo, ele reencontra Odília, e vão viver juntos no sul da França. E ali vivem os últimos 37 dias de Odília. Ela deixa para Ricardo a casa na França e recursos com os quais ele poderia viver. A menina má morre muito magra, definhada pelas enfermidades

 

publicado por Existe um Olhar às 20:05 link do post
É um daqueles livros que nos toca... porque de uma ou outra forma, já todos estivemos num daqueles papeis... de um lado, do outro, ou de ambos...

Jorge
Jorge Soares a 30 de Janeiro de 2011 às 22:55
Hoje fiquei a saber que Vargas Llosa vai estar em Guimarães a coordenar um círculo de debates "Europa/Destinos, isto no âmbito desta cidade ser este ano capital da cultura. Quem me dera viver mais perto!
Gostaria de saber mais detalhes sobre essa visita do autor a Guimarães... Qaundo? Onde? É necessário fazer inscrição prévia?

Grato,

Carlos Manuel
Carlos Manuel Lopes da Silva a 15 de Fevereiro de 2011 às 09:02
Olá Carlos
Agradeço a visita antes de mais.
Quanto à informação sobre a visita de Vargas Llosa a Guimarães, deixo aqui o link da mesma.
Guimarães só será capital europeia da cultura em 2012, portanto ainda tem a possibilidade de visitar.
http://www.dn.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=1771309
Abraço
Manu
Existe um Olhar a 15 de Fevereiro de 2011 às 18:23
Vou seguir a sugestão, Manu, obrigada :)
Bjns
cuidandodemim a 31 de Janeiro de 2011 às 13:47
Estou ansioso por ler Mario Vargas Llosa.
Não tanto por ser o mais recente vencedor do prémio Nobel mas porque li um artigo sobre o percurso de vida deste homem que me cativou.
À espera, na prateleira de casa, tenho "O paraíso na outra esquina" mas, além deste, tenho curiosidade em "A Tia Júlia e o Escrevedor", o qual já foi mencionado aqui no blog.

Já agora, de momento leio "A insustentável leveza do ser", de Milan Kundera e estou a gostar bastante.
Os capítulos são curtos o que é cativante, a história apresenta-se sob a forma de prespectivas diferentes de cada uma das personagens, o que é absolutamente interessante. As questões ligadas ao amor e sexualidade são abordadas de forma original e profunda.

Também o anterior "Livro", de José Luís Peixoto, que terminei de ler antes deste actual de Milan Kundera se revelou uma agradável surpresa e deixou uma enorme vontade de reler este autor.

Só posso concluir que o ano promete. A avaliar pelas leituras escolhidas até ao momento, tudo indica que 2011 vai ser um ano em cheio, no que toca a livros e seus deleites...

Espero que troquemos impressões aqui no blog.
Abraço,

Carlos manuel
Carlos Manuel Lopes da Silva a 15 de Fevereiro de 2011 às 09:00
Acabei agora de ler " As travessuras da menina má", que me cativou do príncipio ao fim...gostaria de ler outro livro do mesmo autor, mas que fosse igualmente apaixonante! Que sugerem?

Obrigada e boas leituras;)
Leticia a 25 de Março de 2011 às 14:39
Olá

Recomendo a Tia Julia e o escrevedor de que já se falou aqui no blog e A cidade e os cachorros.

Boas leituras
Jorge Soares
Jorge Soares a 27 de Março de 2011 às 16:05
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ainda bem que gostou Fenix! Aconteceu o mesmo comi...
Também adorei só consegui para no fim quanto mais ...
Já li e adorei! Excelente livro como aliás todos o...
Saudações a todos. Venho sugerir as capas para liv...
É sem dúvida um excelente livro, ficamos presas do...
Deve ser um excelente livro!
Vergílio Ferreira é isso mesmo; VF é literatura pu...
Por aqui é fácil, basta procurar na Bertrand ou Fn...
Achei o livro excelente. Como sempre, José Rodrigu...
Olá a todos, este ebook esta disponível neste site...
blogs SAPO