Clube de leitura
Porque ler é um prazer que deve ser partilhado
12 de Abril de 2011

Tudo o que ele sempre quis - Anita Shreve

 

Desde que li Luz na Neve, fiquei mais ou menos viciado nos livros da Anita Shreve, livros bem escritos, com historias envolventes e enredos atraentes. Normalmente historias de amor, historias de mulheres apaixonadas que tem que enfrentar a vida e o mundo para poderem ser felizes.

 

Este Tudo o que sempre quis  é um livro diferente, não deixa de ter uma historia de amor, mas neste caso a historia não se centra directamente numa mulher. Este livro foi escrito à volta de decisões, um homem conhece uma mulher que o arrebata mas que não se deixa arrebatar, ele acredita no seu amor, na sua capacidade de amar, e decide que é a ela que quer amar. Ela, já não acredita no amor e decide viver a vida fechada no seu mundo, sem dar e sem receber.

 

Mais que uma historia de amor, é a historia de uma vida,  uma historia contada na primeira pessoa por alguém que decidiu amar e nunca foi amado. 

 

Sipnose

 

Sinopse: Um casamento junta sempre duas histórias, dois passados. Esta constatação é talvez tardia para o marido de Etna: um homem cuja obsessão com a sua jovem mulher tem início no momento em que se conhecem – e em que ele a ajuda a escapar a um incêndio - e culmina numa união ensombrada por segredos, traição e pelo fogo avassalador de uma paixão não correspondida.Ao académico Nicholas Van Tassel bastou ver Etna Bliss uma única vez para saber que chegara o momento de abandonar a sua condição de solteirão inveterado. Mas a frieza física e emocional com que é brindado é um prenúncio de tragédia: Etna deseja liberdade e independência, Nicholas quer a jovem exclusivamente para si… E quando descobre que, ainda que tivesse conseguido casar com ela, não teria chegado sequer a conquistá-la, vai ser o lado mais sombrio da sua personalidade a decidir o que fazer a seguir.Escrito com a inteligência e a graça que são já habituais na autora, Tudo o que Ele Sempre Quis é uma arrepiante história sobre desejo, ciúme, perda e os perigos que o fogo – o figurativo e o literal – sempre arrasta consigo.

 

Jorge Soares

Post do: O que é o jantar?

publicado por Jorge Soares às 22:13 link do post
11 de Janeiro de 2010

Fiquei com curiosidade em ler algo sobre esta escritora, depois de ter lido a opinião deixada aqui sobre o livro Luz na Neve.

É um livro que se lê rapidamente e que nos prende, contudo estava á espera de uma melhor descrição de momentos que eu considerei importantes, mas onde as palavras  não conseguiram expressar com intensidade as partes mais empolgantes.

Não quero com isto dizer que não se trata de um bom livro, apenas e talvez, tenha criado expectativas demasiado elevadas ácerca do conteúdo.

 

Sinopse:

Quando casou Sidney estava perdidamente apaixonada pelo marido Andrew, um piloto de aviões carismático e aventureiro.

Mas o medo de o perder num acidente de aviação quase a leva á loucura, deixando-lhe apenas uma alternativa: o divórcio.

Quando voltou a casar, Sydney acreditou que nada tinha a temer, afinal Daniel era um jovem e pacato médico. Mas o destino pregou-lhe uma partida e o seu segundo marido, morre subitamente no hospital onde trabalha.

Desencantada e sem rumo, a jovem viúva aceita um emprego de Verão, na magnífica costa de New Hampshire.

O que ela não podia imaginar era que o amor ainda lhe reservava grandes surpresas.

Envolvida num surpreendente triângulo amoroso feito de velhas rivalidades e segredos amargos, é obrigada a ver para além das aparências e a questionar as suas opções do  passado.

Porque o coração obedece a regras indecifráveis, Sidney descobrirá por si própria que amar é o maior e o mais compensador de todos os riscos.

publicado por Existe um Olhar às 20:16 link do post
09 de Dezembro de 2009

Luz na neve, Anita Shreeve

 

 

 

Eu não conhecia esta autora, nunca tinha ouvido falar, considero-me uma pessoa interessada pela literatura, já li umas dezenas muito largas de livros, mas salvo raras excepções, a minha atenção vai para os escritores latinos, para a corrente literária do realismo mágico e para alguns autores portugueses. Esta escritora tinha-me passado ao lado.

 

No outro dia, encontrei este livro na estante e chamou-me a atenção, um livro que estava na minha estante e que eu não tinha lido.....   Como estava sem leitura para a hora do almoço, decidi levar, em boa hora.

 

Nicky é uma menina de 12 anos que vive com o seu pai numa quinta da América rural, um lugar  que fica no fim do caminho. O local foi escolhido pelo pai de Nicky precisamente porque era um lugar isolado, um lugar donde ele podia viver longe de tudo e de todos, longe dos seus pensamentos e recordações.

 

Naquele dia Nicky e o pai foram dar um passeio ao fim do dia através do campo gelado e coberto de neve que rodeava a sua casa, após algum tempo a andar, eles encontram no meio da neve abandonada ao frio e à morte, uma bebé recém nascida, uma bebé que apesar do abandono e do frio se aferra à vida e sobrevive para mudar a vida Nicky e a tristeza do seu pai.

 

Um excelente livro, com um enredo simples mas que a mim me prendeu, muito bem escrito e com uma mensagem forte e clara. Um  livro que aconselho e que me deixou com vontade de ler mais coisas desta autora.

 

Post Publicado Inicialmente no blog O que é o jantar?

 

Jorge Soares

publicado por Jorge Soares às 21:52 link do post
Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Posts mais comentados
9 comentários
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Também eu gosto muito de Le petit Prince. Sinto in...
Um dos melhores livros :)
Ainda bem que gostou Fenix! Aconteceu o mesmo comi...
Também adorei só consegui para no fim quanto mais ...
Já li e adorei! Excelente livro como aliás todos o...
Saudações a todos. Venho sugerir as capas para liv...
É sem dúvida um excelente livro, ficamos presas do...
Deve ser um excelente livro!
Vergílio Ferreira é isso mesmo; VF é literatura pu...
Por aqui é fácil, basta procurar na Bertrand ou Fn...
blogs SAPO