Clube de leitura
Porque ler é um prazer que deve ser partilhado
28 de Março de 2011

 

Este é já o segundo livro que leio de Madeline Hunter. O primeiro foi "Jogos de Sedução".

A acção passa-se no século XIX e tem como pano de fundo as relações comerciais, mais ou menos legais, entre a Inglaterra e o Oriente, abordando até o tráfico de ópio e a destruição que o ópio provoca na vida de quem se lhe entrega. As personagens principais, Christian e Leona, conhecem-se em Macau onde se apaixonam mas são obrigados a separarem-se. Ao fim de 7 anos voltam-se a encontrar, em Londres, onde revivem as emoções vividas no Oriente. No entanto, há muitas coisas que os separam uma vez que Leona vai para Londres para estabelecer relações comerciais mas também para se vingar de quem levou o seu pai à morte.

Madeline Hunter faz um brilhante relato histórico e descreve os encontros entre Christian e Leona com uma grande carga sensual como já acontecera na outra obra dela a que faço referência. Ainda mais, neste "Os pecados...", a sensualidade ainda traz um toque do exotismo do Oriente. Como diz na sinopse:"Uma viagem no tempo até uma era marcada por escândalos, intriga e desejos secretos..."

 

"Silêncio. Calma. A respiração dele a sintonizar-se com um ritmo mais amplo na escuridão. Sem tumulto. Sem ânsias. Um estado de suspensão do ser procurando formar-se e crescer...

O centro não iria aguentar-se. Em vez disso, insurgiu-se uma lembrança, mais vívida do que seria natural. As imagens moveram~se na obscuridade da sua mente. De repente, estava de regresso a Macau, numa noite perfeita...

Cores a tremeluzir num luar de prata. Odor a flores de lótus vindo da lagoa próxima. Lâmpadas que brilhavam tenuamente no interior das casas, para além das paredes de estuque. Ruídos silenciosos que vinham ao seu encontro, misturando-se com os sons da noite.

 (...)

 Um som. Não do tipo silencioso, mas um ruído humano normal. Passos, respiração e um murmúrio débil e feminino.

Subitamente, ela estava ali, no trilho à sua frente. Viu-o e deteve-se. A camisa de noite alva brilhava sob a faixa escura do seu longo xaile de seda. O cabelo escuro encobria-a. A pele parecia cintilar sob a luz da lua.

O desejo tomou imediatamente conta dele, tal como sempre acontecia junto dela. Vê-la era a faìsca necessária para fazer com que a chama do seu desejo ardesse descontroladamente."

 

Originalmente publicado aqui

publicado por Charneca em flor às 19:42 link do post
Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Um dos melhores livros :)
Ainda bem que gostou Fenix! Aconteceu o mesmo comi...
Também adorei só consegui para no fim quanto mais ...
Já li e adorei! Excelente livro como aliás todos o...
Saudações a todos. Venho sugerir as capas para liv...
É sem dúvida um excelente livro, ficamos presas do...
Deve ser um excelente livro!
Vergílio Ferreira é isso mesmo; VF é literatura pu...
Por aqui é fácil, basta procurar na Bertrand ou Fn...
Achei o livro excelente. Como sempre, José Rodrigu...
blogs SAPO