Clube de leitura
Porque ler é um prazer que deve ser partilhado
29 de Agosto de 2011

 
J.Rentes de Carvalho nasceu em 1930 em Vila Nova de Gaia. Obrigado a abandonar o país por motivos políticos, viveu nalguns países onde colaborava em vários jornais.
 Em 1956 passou a viver em Amesterdão onde se licenciou e passou a ser docente de Literatura Portuguesa entre 1964 e 1968. A partir dessa altura dedicou-se exclusivamente à escrita, tendo alguns dos seus livros alcançado o estatuto best-seller.
Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia, foi o primeiro a ser editado em Agosto de 2011 em Portugal com uma tiragem de apenas 3500 exemplares.
Do livro constam várias histórias de fácil leitura e que cativam logo no primeiro instante. Para quem não tem muito tempo para ler, mas gosta de o fazer, basta que leia uma duas ou três histórias por dia, sem ter aquele problema de perder o fio à meada quando se fazem longos intervalos de leitura.
Há uma variedade de temas que passam por uma paixão tórrida em Sevilha; a crueldade de um filantropo inglês; o crime passional de Bébé Almeida; o afamado bordel de Madame Blanche enquadram algumas das extraordinárias histórias que compõem os Lindos Braços da Júlia da Farmácia.
Se o seu problema é não ter tempo para ler um livro de uma ponta à outra sem grandes interrupções, aconselho vivamente a leitura deste livro.
publicado por Existe um Olhar às 21:08 link do post
Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Um dos melhores livros :)
Ainda bem que gostou Fenix! Aconteceu o mesmo comi...
Também adorei só consegui para no fim quanto mais ...
Já li e adorei! Excelente livro como aliás todos o...
Saudações a todos. Venho sugerir as capas para liv...
É sem dúvida um excelente livro, ficamos presas do...
Deve ser um excelente livro!
Vergílio Ferreira é isso mesmo; VF é literatura pu...
Por aqui é fácil, basta procurar na Bertrand ou Fn...
Achei o livro excelente. Como sempre, José Rodrigu...
blogs SAPO