Clube de leitura
Porque ler é um prazer que deve ser partilhado
27 de Julho de 2010

 

É o segundo livro que leio desta autora, e confesso, fiquei fã da mesma. Este livro, embora não tão emocional como o primeiro que li "Nunca me esqueças" e do qual escrevi sobre ele aqui, não deixa de ser fantástico. É um livro super absorvente, e que mesmo que não queiramos, é inevitável apaixonarmo-nos pelas personagens, tão bem descritas e caracterizadas.
A minha opinião é : Excelente
 
 
Sinopse
Daisy tem apenas vinte e cinco anos quando a mãe morre nos seus braços. Embora saiba há muito que foi adoptada, sempre se sentiu amada pelos pais e pelos irmãos. Para Daisy, aquela é a sua família. Todavia, o luto vai abalar o equilíbrio doméstico e revelar rivalidades encobertas. A serenidade dá lugar à devastação, e a jovem sente que é a altura certa para partir em busca das suas raízes e confrontar-se com o passado.
Na ânsia por saber mais sobre Ellen, a sua mãe biológica, e à medida que vai desvendando a história da família, Daisy descobre as duras verdades por detrás do seu nascimento. Dotada de uma inabalável determinação, Ellen sobrevivera a uma infância traumática: a morte da sua própria mãe estava envolta numa aura de mistério e os maus-tratos de que fora vítima às mãos da madrasta haviam-na marcado irremediavelmente. O destino quis que a sua coragem fosse constantemente posta à prova. O tempo encarregou-se de apagar o rumo dos seus passos.
Mas Daisy não desistirá de a encontrar, nem que para tal tenha de renunciar ao amor da sua vida.
Post publicado inicialmente aqui: 

Minha Essência

publicado por mimi às 14:19 link do post
23 de Julho de 2010

 

 
 
Iniciei este livro antes de ir de férias, acabando por levá-lo na mala junto com os outros para o poder terminar. Não é um livro fácil, porque está cheio de passagens de violência muito cruel, com algum humor negro à mistura. Relata-nos a relação entre um pai e um filho, que desde o abandono da mãe, vivem juntos em condições desumanas, mas partilhando um amor enorme. As suas vidas são pautadas de esperança com muito desespero à mistura, levando-os e levando-nos a entrar dentro de uma triste realidade que são a falta de apoios a pais ou mães solteiras sem emprego e sempre com medo que lhes sejam levados os filhos pela assistência social.
A minha opinião, é que apesar de ser um livro bem escrito, com descrições muito realistas que consegue colocar-nos tanto geograficamente como emocionalmente naquele ambiente, é um livro muito duro e triste, talvez por muitas das situações se passarem com uma criança que é da idade do meu filho mais velho, chocou-me imenso.
 
Sinopse:
«Cristiano tem treze anos e uma vida bem longe da perfeição. Quando o seu pai e os dois amigos engendram um plano para assaltarem um banco, Cristiano vê nisso a possibilidade de uma vida melhor. Mas as coisas não correm bem. Numa apocalíptica noite de tempestade, o papel desempenhado por cada uma das personagens irá desencadear consequências terríveis. Cru e implacável, "Como Deus Manda" tem um ritmo alucinante e é um livro pautado pela violência, o humor negro e a ternura. Niccolò Ammaniti apresenta-nos um elenco de personagens inesquecíveis, numa encruzilhada entre a esperança e o desespero.»
 
Post publicado inicialmente: 

Minha Essência

 
publicado por mimi às 10:04 link do post
13 de Julho de 2010

 

 

O Físico, Noah Gordon

 

Encontrei este autor por acaso, um dia de chuvas de verão no norte de Espanha, numa visita a um centro comercial o nome e a capa de um livro chamaram a minha atenção, desde então já li uns 5 ou 6. Todos são romances históricos que tratam da vida dos Judeus, da história da medicina, ou de ambas. Todos são livros fantásticos que nos prendem a atenção do principio ao fim.

 

Este O Físico faz parte de uma trilogia que nos fala da história da Medicina, os outros são O XamãOpções, livros que nos falam da dinastia Cole, desde a idade média na Inglaterra até à medicina moderna e os seus dilemas na moderna cultura americana.

 

Rob J cole é uma criança que em pouco tempo se vê sozinho no mundo depois da morte da mãe, do pai e da separação dos seus irmãos. Num golpe de sorte é acolhido como aprendiz por um barbeiro  curandeiro que ao mesmo tempo que o leva por toda a Inglaterra medieval, o vai iniciando nas artes da cura. Rapidamente Rob descobre que tem um dom e que se quer realmente curar as pessoas, deverá aprender muito mais. Este desejo leva-o até ao oriente onde na altura estavam os grandes mestres da medicina. Sempre protegido pela sorte que abençoa os audazes, Rob consegue tornar-se no melhor dos alunos e com o tempo, no melhor dos médicos.

 

Pelo meio vamos tendo uma visão da vida na idade média na Europa e na Ásia, a religião, os conflitos, a guerra e o amor.

 

Tinha lido o livro há uns 7 ou 8 anos e foi com um enorme prazer que o reencontrei.. um livro que mais que ler, devorei.

 

Jorge Soares

PS:post publicado incialmente no O que é o Jantar

publicado por Jorge Soares às 23:38 link do post
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
28
29
30
31
subscrever feeds
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Muito bom dia Nesse Blog começa sua nova vida. Cli...
Boa tarde.Não me lembro de ter lido este livro do ...
Nunca li mas a história cativou. Li outros posts. ...
Huum vou procurara gora na Feira do livro.
ola,sou brasileira e foi por acaso que encontrei O...
Também eu gosto muito de Le petit Prince. Sinto in...
Um dos melhores livros :)
Ainda bem que gostou Fenix! Aconteceu o mesmo comi...
Também adorei só consegui para no fim quanto mais ...
Já li e adorei! Excelente livro como aliás todos o...
blogs SAPO