Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Clube de leitura

Porque ler é um prazer que deve ser partilhado

Clube de leitura

Porque ler é um prazer que deve ser partilhado

O Jogo do Anjo - Carlos Ruiz Zafón

19.04.11, Jorge Soares

O jogo do Anjo

 

Andava com uma enorme curiosidade sobre este livro do Carlos Ruiz Zafon, o La sombra del viento foi um dos melhores livros que já li, comprei este na véspera dos dias de férias no Algarve, comecei a ler no primeiro dia  à noite e tive uma enorme dificuldade em parar de ler, a madrugada já ia alta quando decidi que era melhor dormir.

 
Li mais de metade do livro de uma só tirada ... a primeira parte está à altura do A sombra do Vento, de novo a historia tem uma Barcelona de outros tempos quase como um protagonista mais e  há até algumas coisas comuns nos dois livros, o cemitério dos livros esquecidos não podia deixar de ser uma delas.  O livro começa assim:
 
Um escritor nunca esquece a primeira vez em que aceita algumas moedas ou um elogio em troca de uma história. Nunca esquece a primeira vez em que sente o doce veneno da vaidade no sangue e começa a acreditar que, se conseguir disfarçar sua falta de talento, o sonho da literatura será capaz de garantir um teto sobre sua cabeça, um prato quente no final do dia e aquilo que mais deseja: seu nome impresso num miserável pedaço de papel que certamente vai viver mais do que ele. Um escritor está condenado a recordar esse momento porque, a partir daí, ele está perdido e sua alma já tem um preço.
 
O livro conta a história de um escritor de romances policiais que vai enfrentando a vida e subindo por ela a pulso. A atmosfera do livro, a cidade, o ambiente e até alguns personagens são  os  mesmos de A sombra do Vento...e como já disse, a primeira parte lê-se de um fôlego, é difícil deixar o livro de  lado. Depois... bom, eu cheguei a meio e achei que a história tinha atingido o seu epílogo... que o livro devia ter terminado ali. Olhei para o livro e vi que ainda faltavam mais de duzentas páginas...... é claro que continuei a ler.. mas para mim era como se fosse outra história..... outro livro, apesar de a personagem principal ser a mesma.
 
Não deixa de ser um excelente livro, muito bem escrito. Ao recorrer as suas páginas sentimo-nos a passear pela Barcelona de aqueles tempos, conseguimos sentir a cidade, o ambiente.
 
A segunda parte do livro começa com um pacto que sela a vida do protagonista, não está lá escrito mas conseguimos sentir que vendeu a alma ao diabo, é também nesta parte que o livro se torna uma história de amor, um amor impossível... confesso que gostei mais da primeira parte....  mas é sem duvida um dos melhores livros que me passaram pelas mãos nos últimos tempos.
 
Sinopse:
Com deslumbrante estilo e impecável precisão narrativa, o autor de A Sombra do Vento transporta-nos de novo para a Barcelona do Cemitério dos Livros Esquecidos, para nos oferecer uma aventura de intriga, romance e tragédia, através de um labirinto de segredos onde o fascínio pelos livros, a paixão e a amizade se conjugam num relato magistral.
 

Jorge Soares