Clube de leitura
Porque ler é um prazer que deve ser partilhado
23 de Agosto de 2011

Sinopse:

Podemos viver toda uma vida sem nos apercebermos de que aquilo que procuramos está mesmo à nossa frente. 15 de Julho de 1988. Emma e Dexter conhecem-se na noite em que acabam o curso. No dia seguinte, terão de seguir caminhos diferentes. Onde estarão daqui a um ano? E no ano depois desse? E em todos os anos que se seguirão? Vinte anos, duas pessoas, um DIA.

 

Esta sinopse sabe-me a pouco, daí que acrescento as palavras de Charles Dickens, que caracterizam a primeira de três partes da obra:

 

" Foi um dia memorável, pois operou grandes mudanças em mim. Mas isso se dá com qualquer vida.
Imagine um dia especial na sua vida e pense como teria sido seu percurso sem ele. Faça uma pausa, você que está lendo, e pense na grande corrente de ferro, de ouro, de espinhos ou flores que jamais o teria prendido não fosse o encadeamento do primeiro elo em um dia memorável"


 

 

Não se deixem enganar pela breve sinopse: A obra tem muito pouco de lamechas, quase nada, diria. Em e Dex bebem demais numa festa onde se conhecem ao fim de muitos anos a estudar na mesma faculdade. Em sempre teve um fraco por Dex, apesar de ele ser tão oposto ao que ela praticava. À parte de alguns clichés que irão descobrir ao longo da narrativa ( os opostos atraem-se, Em quer mudar o Mundo, Dex quer explorá-lo, entre outras), é a envolvente confusão, os encontros e reencontros destes dois amigos que dão sumo à narrativa. Todos os anos, durante duas décadas, no dia 15 de Julho é feito um ponto de situação: onde estão, o que pensam, o que sentem, as expectativas.

 

Discordo inteiramente da primeira frase da sinopse: ambos souberam que era amor, desde muito cedo. O plano de conquistas, de tentativas de reencontros, de aproximação, a cumplicidade, os fracassos e todo um rol de tramas são puramente reais, tristes, desoladores, por vezes angustiantes. Há passagens que suscitam uma vontade descomunal de falar com as personagens para elas mudarem. Por isso é impossível ler o livro sem criar uma ligação com Dex e Em e sentir-se tocado com tudo o que lhes acontece. 

 

Este livro é por tudo isto, recomendado mesmo a não amantes de romances e uma óptima sugestão para o Outono. 

Um último conselho: o trailer do filme parece muito sensaborão , comparado com o livro.

 

Post publicado originalmente em Miss G

publicado por Miss G às 16:48 link do post

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
30
31
subscrever feeds
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Nunca li mas a história cativou. Li outros posts. ...
Huum vou procurara gora na Feira do livro.
ola,sou brasileira e foi por acaso que encontrei O...
Também eu gosto muito de Le petit Prince. Sinto in...
Um dos melhores livros :)
Ainda bem que gostou Fenix! Aconteceu o mesmo comi...
Também adorei só consegui para no fim quanto mais ...
Já li e adorei! Excelente livro como aliás todos o...
Saudações a todos. Venho sugerir as capas para liv...
É sem dúvida um excelente livro, ficamos presas do...
blogs SAPO