Clube de leitura
Porque ler é um prazer que deve ser partilhado
09 de Dezembro de 2011

Este foi o primeiro livro que li de Marc Levy, escritor francês mais lido em todo o mundo.

O Ladrão de Sombras é um livro que se lê em poucas horas e que me cativou de imediato, pela escrita fluente, pela história que nos prende do princípio ao fim.

Na capa pode ler-se: "Uma história de amor magistral", pensava eu que se tratava de um amor entre duas pessoas, mas conclui que era muito mais que isso.

O menino desta história era pequeno para a idade e gozado pelo seu colega de turma Marquès, seu pai abandonou a mãe tendo-a trocado por outra mulher. Os anos foram passando e tornou-se médico.

Ao longo de todo o livro há sempre a amizade que nutre pelos colegas e o infinito amor que nutre pela sua mãe e só no final do livro se descobre a sua antiga paixão por uma menina muda que um dia reencontra.

Descobre um dom especial que é roubar a sombra das pessoas com quem se cruza, sejam amigos ou inimigos, deixando-o bastante atemorizado de início. Mais tarde serve-se desse dom para ajudar as pessoas.

A ternura, a inocência e o dom sobrenatural do protagonista desta obra são, sem dúvida, pontos que jogam a favor do sucesso deste romance.

 

SINOPSE

No seu novo romance, Marc Levy conta a história de um rapazinho com um dom invulgar: ele consegue «roubar» as sombras das pessoas com quem se cruza. Ao princípio, acontece-lhe involuntariamente e isso chega a assustá-lo. Sempre que se cruza com alguém – seja um amigo, um inimigo ou um perfeito desconhecido –, a sombra da outra pessoa passa a segui-lo. Por vezes contra a vontade do rapaz, as sombras contam-lhe os mais profundos desejos, temores e aspirações das pessoas a quem pertencem.

E o rapaz vê-se em mãos com um dom que traz uma grande responsabilidade: ao saber estes segredos, terá de ajudar as pessoas – ajudá-las a recuperar «essa pequena luz que lhes iluminará a vida».
Durante umas férias de verão à beira-mar, apaixona-se por uma rapariga muda, chamada Cléa, com quem comunica através da sua sombra. E a sombra deste primeiro amor acompanhá-lo-á durante anos…
Mais tarde, o nosso «ladrão de sombras» torna-se estudante de Medicina, e debate-se com a questão de usar ou não o seu dom para ajudar a curar – tanto os seus pacientes como os seus amigos. Afinal, será ele verdadeiramente capaz de adivinhar o que poderá fazer felizes aqueles que o rodeiam? E ele próprio, saberá onde o espera a felicidade?

 

publicado por Existe um Olhar às 17:28 link do post
Huum vou procurara gora na Feira do livro.
Alfa a 25 de Maio de 2018 às 15:17

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Nunca li mas a história cativou. Li outros posts. ...
Huum vou procurara gora na Feira do livro.
ola,sou brasileira e foi por acaso que encontrei O...
Também eu gosto muito de Le petit Prince. Sinto in...
Um dos melhores livros :)
Ainda bem que gostou Fenix! Aconteceu o mesmo comi...
Também adorei só consegui para no fim quanto mais ...
Já li e adorei! Excelente livro como aliás todos o...
Saudações a todos. Venho sugerir as capas para liv...
É sem dúvida um excelente livro, ficamos presas do...
blogs SAPO