Clube de leitura
Porque ler é um prazer que deve ser partilhado
25 de Maio de 2011

 

Durante as férias li um livro que me surpreendeu: Love you More, da Lisa Gardner.

Não se enganem pelo título, não tem nada de romance e está bem longe de uma história cor-de-rosa de amores e desamores e enredos de novelas.

É um policial. Uma história que nos prende, ao acompanharmos uma investigação, do ponto de vista da acusada e fugitiva e dos detectives que tentam solucionar o caso.

Poderia ser mais um policial entre tantas histórias de polícias e ladrões, mas ao brincar com as linhas do amor entre uma mãe e uma filha, a escritora assusta-nos e enternece-nos ao mesmo tempo. Sem dar conta, vamos lendo e querendo ler o que ainda não chegou, esperando que o final da história seja aquele que gostaríamos que fosse.

publicado por claudia às 11:58 link do post
18 de Abril de 2011

Recentemente li a Marina. É daqueles livros que conseguem sobrepor-se ao tempo, roubam-no egoisticamente e impõem a sua história. É um livro pequeno.

Abundam por aí as histórias sobre a história. Aqui fica a minha sensação. A história lê-se no livro.

Em primeiro lugar, amei a forma como está escrito, as inúmeras frases que encarnam citações de lições de vida e inesperadamente nos fazem pensar. Para logo recomeçar a ler.

Em segundo lugar, a densidade da história dentro da história que afinal é a história que de que fala o livro. Achei as passagens para contar a história na terceira pessoa um pouco atabalhoadas, simples e demasiado fáceis com a vontade de começar a narrativa noutra personagem, em mais um capítulo.

Em terceiro lugar, gostei da trama da tragédia: da tragédia do amor do pai de Marina, da tragédia do amor da bela cantora, da loucura trágica e fantasiosa do inventor, do fim de algo que nunca chegou a existir que ligaria Óscar a Marina.

Pessoalmente acho que o livro tem uma fronteira muito próxima com uma fantasia de terror e sou pouco dada a historietas de fantasia, mas o peso da tragédia gótica prendeu-me.

E a forma de escrita diferencia claramente quem sabe escrever, das feministas que escrevem um palavrão em cada frase e vendem amontoados de páginas como livros fashion-treta-bestseller.

Foi uma agradável surpresa. De um escritor de verdade.

publicado por claudia às 16:34 link do post
Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Muito bom dia Nesse Blog começa sua nova vida. Cli...
Boa tarde.Não me lembro de ter lido este livro do ...
Nunca li mas a história cativou. Li outros posts. ...
Huum vou procurara gora na Feira do livro.
ola,sou brasileira e foi por acaso que encontrei O...
Também eu gosto muito de Le petit Prince. Sinto in...
Um dos melhores livros :)
Ainda bem que gostou Fenix! Aconteceu o mesmo comi...
Também adorei só consegui para no fim quanto mais ...
Já li e adorei! Excelente livro como aliás todos o...
blogs SAPO